segunda-feira, 18 de abril de 2016

QUEM NÃO AMA NÃO VIVE, POEMA DE ANTÓNIO BOTTO




QUEM NÃO AMA NÃO VIVE, POEMA DE ANTÓNIO BOTTO 


Já na minha alma se apagam
As alegrias que eu tive;
Só quem ama tem tristezas,
Mas quem não ama não vive.

Andam pétalas e fôlhas
Bailando no ár sombrío;
E as lágrimas, dos meus olhos,
Vão correndo ao desafio.

Em tudo vejo Saudades!
A terra parece mórta.
- Ó vento que tudo lévas,
Não venhas á minha pórta!

E as minhas rosas vermelhas,
As rosas, no meu jardim,
Parecem, assim cahidas,
Restos de um grande festim!

Meu coração desgraçado,
Bebe ainda mais licôr!
- Que importa morrer amando,
Que importa morrer d'amôr!

E vem ouvir bem-amado
Senhor que eu nunca mais vi:
- Morro mas levo commigo
Alguma cousa de ti.




Mensagens de Amor 

3 comentários:

Mirtes Stolze. disse...

Bom dia Renata.
Lindíssimo poema, quem não ama, não vive, concordo plenamente. Uma linda semana. Enorme abraço.

São disse...

O sofrido Botto, tão bom poeta e que tão perseguido foi por causa da sua orientação sexual....


Beijinhos e boa semana, querida

Daniel Costa disse...

Renata

Que dizer que, em poesia devemos morrer de amor. Beleza de poema.
beijos