quarta-feira, 16 de março de 2016

ROSA E PROSA, POEMA DE OSWALDO ANTÔNIO BEGIATO



ROSA E PROSA


À flor da pele
Trago muitas flores
E seus perfumes;
Trago muitas dores
E meus ciúmes.


À flor da pele
Te amo de mansinho.
És minha rosa,
Eu sou teu espinho:
- Poesia e prosa!


3 comentários:

rosa-branca disse...

Não conhecia esse poeta, mas gostei da poesia. Música linda demais...Boa semana e beijos com carinho

Daniel Costa disse...

Olá Renata
Poema simples e textura completa. Gostei também do vídeo.
Beijos

MARILENE disse...

Que beleza! Não conhecia o poema e o vídeo é encantador. Bjs.