domingo, 3 de janeiro de 2016

ROSA DE HIROSHIMA

Orkutei.com.br
ROSA DE HIROSHIMA


Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas

Mas oh não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária

A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica

Sem cor sem perfume
Sem rosa sem nada



Orkutei.com.br

2 comentários:

Lucas - Blog: Overture disse...

Renata
Esse poema-melodia é um marco na literatura brasileira. Decerto seria um marco na literatura mundial. O poder das palavras escolhidas a dedo por Vinícius, o poder dos versos e do sem-número de imagens evocadas e arrasador num coração que enxerga Humanidade, Coerência/Incoerência, História e Arte Poética. É um poema belíssimo, numa melodia simples, quase caseira, mas marcante e bem própria como 'moldura'. E a voz do Ney é a declamação-cantada perfeita, a ponte perfeita.
Belíssimo!
Abraçosssssssssss

Daniel Costa disse...

Renata, excelente poema de uma das canções do reportório de Ney Matogrosso, que assim contribui para trazer o mundo alertado, sobre os males da energia atómica, que hoje vai proliferando pelo mundo.
Beijos