segunda-feira, 27 de outubro de 2014

SONETO DE MANUEL IGNÁCIO DA SILVA ALVARENGA



SONETO DE MANUEL IGNÁCIO DA SILVA ALVARENGA

Que saudoso lugar!... Em roda as flores
Nascem por entre a relva; estes pinheiros
Parecem suspirar também de amores...
O zéfiro respira; o sol formoso

Vai dos troncos as sombras aportando,
Que já se inclina o carro luminoso...
O rouxinol te está desafiando;
Querem-te ouvir os verdes arvoredos

Que o vento faz mover de quando em quando,
E a musa que de amor sabe os segredos...
Risonhas flores, que um estreito laço

Formais de vossos ramos na floresta,
Sei que Glaura vos ama... pela sesta
Deixai-vos desfolhar no seu regaço.

6 comentários:

Daniel Costa disse...

Querida Renata, deste teu espaço, sempre saiam maravilhas, com este soneto, que Manuel Ignácio da Silva Alvarenga escreveu e nos dás a conhecer.
Beijos

Edumanes disse...

De flor em flor,
faço o que devo
sempre com amor
de soneto em soneto.

Adoro flores,
rosas em botão
se ao bailes fores
seguro na tua mão.

Contigo quero dançar,
depois de ler mais um soneto
para o teu pezinho não pisar
vou dar o passo perfeito!

A olhar para o teu peito,
vou colocar com a minha mão
uma flor com todo o meu jeito
no teu peito junto do coração
aqui li um belo soneto!

Boa noite, um beijo para você Renata Maria.
Eduardo.

Evanir disse...

Venho te deixar um grande abraço bem
apertado com imenso amor ,
aquele amor que só existe numa grande amizade.
Eu me sinto feliz por poder contar
com seu carinho .
Na minha vida receber você no meu blog
é meu melhor presente.
Desejo você uma semana abençoada.
Beijos no coração..
Evanir..

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo soneto...Espectacular....
Cumprimentos

MARILENE disse...

Ouvir Enya é um prazer. Música para se relaxar e meditar.
O soneto que nos trouxe me lembrou a época do antigo ginásio. Muitos do mesmo estilo foram objeto de trabalhos estudantis que nos enlouqueciam (rss), porque não conseguíamos captar o real sentido dos versos. É rico e muito belo. Bjs.

São disse...

Bonito soneto e Enya é sempre agradável de ouvir...

Beijinhos, meu bem