domingo, 17 de agosto de 2014

SABE TÃO BEM..., POEMA DE F. CORTE REAL



SABE TÃO BEM..., POEMA DE F. CORTE REAL



Sabe tão bem...
Quando o silêncio da noite vem a cair
Haver nos olhos o brilho da felicidade
Haver alguém a nosso lado para amar.

Sabe tão bem...
Fazer Amor e aninhado ficar a sonhar
Que voamos sobre as luzes da cidade
Tendo o céu para desvendar e colorir.

Sabe tão bem...
Puxar os lençóis para sentir outro calor
Mover o corpo no sentido de encontrar
O apelo do desejo que o sono engana.

Sabe tão bem...
Deixar correr o pensamento que emana
E nesse momento saber onde procurar
Tudo o que é preciso para viver o Amor.

Sabe tão bem...
Adormecer com uma esperança já definida
No sorriso que em nossa boca aflora o dia
Ciente que o amanhã virá com a verdade.

Sabe tão bem...
Por fim haver a força que faz da realidade
Uma passagem para ir feliz na companhia
De tudo o que sabe tão bem em nossa vida.




8 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

17/08/14, SABE TÃO BEM..., POEMA DE F. CORTE REAL.
Renata Cordeiro

Maria Luisa Adães disse...

Poema com interesse,

Aquele saber tão bem...

Quando desejamos as coisas
e elas nos são oferecida!...

Maria Luísa Adães

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Não conhecia o poeta.
Não conheço a blogueira.... mas só de postar um poema tão cheio de ternura, com uma linda imagem...
Acho que ela sabe bem ser uma poeta também!

MARILENE disse...

Todos sabemos bem o que nos proporciona felicidade. E são gestos simples e confortadores. Bjs.

Elvira Carvalho disse...

a mim soube-me tão bem ler este poema.
Um abraço e uma boa semana

Marisa Giglio disse...

Renata , gostei bastante do poema e fiquei contente por vir a conhecer o poeta . Agradeço a partilha e sua visita amiga ao meu espaço . Beijos

Gaja Maria disse...

Pequenas coisas que sabem tão bem. Há que saber apreciá-las. Bjs

Evanir disse...

Com meu carinho de sempre venho agradecer
as palavras reconfortantes deixadas no meu blog.
Tudo isso me leva pra frente dizendo
continue ainda existe quem te quer bem do outro lado da telinha.
Ando protelando meu afastamento por
conta de pessoas tão importantes para mim como você é ,
a um longo tempo caminhando comigo.
Eu sou humilde demais , eu amo demais ,
eu me envolvo demais , eu luto demais ,
talvez seja essa garra que deixa
gente brava outras feliz e tão contente.
Hoje venho te pedir uma gentileza.
Apesar dos meu quase 10 anos de blog
por algumas vezes termino entrando
em alguma coisa , que me deixa feliz em participar
a mais de 5 anos deixei de participar de tudo nos blogs
por perder o encanto por muita coisa.
Veio o convite eu fui tentar ser poeta por um dia
hoje peço seu voto
se achar que meu poema vale seu voto.
Nome do meu poema?
"Você é minha Poesia"..
Endereço para votar.
http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br/
È complicado pra mim pedir voto,
pois sempre achei que merece ganhar sempre
todos os pemas.
È lindo mesmo que seja um único pensamento.
Caso for votar é votar e confirmar seu voto
é complicado ,
mais acredito no seu potencial de
votar e de escolher.
Um abraço cheio de carinho.
Evanir.
PS.Quando terminar farei uma
postagem como o nome de todos amigos
que confiaram em mim seu voto.