sábado, 23 de agosto de 2014

DAMAS, SONETO DE EMILIANO PERNETA



DAMAS, SONETO DE EMILIANO PERNETA


Ânsia de te querer que já não tem mais fim,
Meu espírito vai, meu coração caminha,
Como uma estrela, como um sol, como um clarim,
Mas tudo em vão, sei eu! Tu és uma rainha! .


És a constelação maravilhosa, a minha
Aspiração, de luz magnífica, ai de mim!
A nudez, o clarão, a formosura, a linha,
O espelho ideal! Ó Torre de Marfim!


Nunca me hás de querer, batendo-me por ti,
Pomo duma discórdia infrutífera, beijo
Todo em fogo, e a arder, assim como um rubi...


Mas é por isso que eu, ó desesperação,
Amo-te com furor, com ódio te desejo,
E mordo-te, Ideal, e adoro-te, Ilusão!





10 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

23/08/14, DAMAS, SONETO DE EMILIANO PERNETA.
Renata Cordeiro

Daniel Costa disse...

Renata

A tua sensibilidade te conduziu ao lind0 soneto "DAMAS", de Emiliano Perneta. Muito feliz pois.
beijos

José María Souza Costa disse...


Olá, Renata, bom tudo.

É essa coisa " doida' que chamamos de amor. amei o soneto.
Receba os meus desejos de alegria, e felicidades.
Beijos.

Elvira Carvalho disse...

É um bonito soneto. E o filme lindo.
Um abraço e bom fim de semana

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Renata! Uma belíssima declaração de amor. Lindo soneto. Excelente escolha.

Abraços,

Furtado.

Pérola disse...

Quanta paixão, desejo e apetites nessas palavras.

Um partilha quente.

Beijinhos

São disse...

É muito bom ter um Ideal, mas quanto a ilusões...

Minha querida, apertado abraço :)

Silenciosamente ouvindo... disse...

Gostei imenso deste soneto.
A poesia nunca morrerá.
Desejo que se encontre bem.
Bj.
Irene Alves

Lilly Silva disse...

Simplesmente lindo Renata, é lindo clip também!
Bjins mil, e semana abençoada!

http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

PEQUENOS DELITOS RENOVADOS disse...

Muitooooo... muito lindo o poema...
Excelente o post!!!