quinta-feira, 26 de junho de 2014

BELEZA SONHADA, POEMA DE CECÍLIA MEIRELES



BELEZA SONHADA, POEMA DE CECÍLIA MEIRELES


Se a Beleza sonhada é maior que a vivente, dizei-me:

Não quereis ou não sabeis ser sonho?

Eu sou essa pessoa a quem o vento rasga.


Pelos mundos do vento em meus cílios guardadas

vão as medidas que separam os abraços.

Eu sou essa pessoa a quem o vento ensina:

Agora és livre, se ainda recordas...

5 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

26/06/14, BELEZA SONHADA, POEMA DE CECÍLIA MEIRELES.
Renata Cordeiro

MarcioBuriti Textos disse...

Bonita "Beleza sonhada", bonito seu Blog, Renata. Parabéns!

Daniel Costa disse...

Renata

Ler um poema de Cecília Meireles, será ao mesmo tempo ler um bom pensamento poético,

Beijos

São disse...

Excelente maneira de celebrar os oito séculos da língua portuguesa, este lindo poema de Cecília!


O fundo musical agradou-me, embora já não estejam na minha faixa etária de memórias, pois são muito mais novos.

Minha querida, abraço com carinho

Evanir disse...

Amo pessoas que cuidam da natureza,
que espalham sementes,
plantam árvores que florescem o mundo
Elas colherão frutos doces,
independente das estações.
Como é bom poder estar aqui
nesse momento,
que tento de todas as formas,
pular obstáculos,
saltar de paraquedas, pular da ponte,
mais tenho medo de cair num abismo sem poder voltar.
Obrigada pela sua amizade que tanto bem me faz.
Um feliz final de semana beijos e meu carinho eterno.
Evanir.
Estou esperando seu carinho no meu coração.