quinta-feira, 10 de abril de 2014

O PESO DE HAVER O MUNDO, POEMA INÉDITO DE FERNANDO PESSOA




O PESO DE HAVER O MUNDO, POEMA INÉDITO DE FERNANDO PESSOA

Passa no sopro da aragem
Que um momento o levantou
Um vago anseio de viagem
Que o coração me toldou.

Será que em seu movimento
A brisa lembre a partida,
Ou que a largueza do vento
Lembre o ar livre da ida?

Não sei, mas subitamente
Sinto a tristeza de estar
O sonho triste que há rente
Entre sonhar e sonhar.

6 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

10/04/14, O PESO DE HAVER O MUNDO, POEMA INÉDITO DE FERNANDO PESSOA.
Renata Cordeiro

Daniel Costa disse...

Querida Renata

O poema é belo, pena estar inédito, com parecem estar vários, com estudiosos pessoanos, às voltas com eles, afim de determinarem mais heterónimos, como já o fizeram.
Beijos

. intemporal . disse...

.

.

. sempre que viajamos um . regressamos dois .

.

. um beijo . renata .

.

.

Pérola disse...

Há um peso...o de viver e sentir.

Beijinhos

Elvira Carvalho disse...

Segundo os estudiosos de Pessoa são dezenas, senão centenas os poemas inéditos.
Um abraço

Jorge disse...

Pessoa é o maior...