sexta-feira, 27 de agosto de 2010

ENTRE A CRUZ E A ESPADA


ENTRE A CRUZ E A ESPADA


A mente feminina é um grande mistério

que em vão, os homens tentam entender.

Porém, enquanto perdemos o precioso tempo

tentanto achar algum modo de desvendar,

deixamos de cumprir a nossa maior missão:

Mergulhar de cabeça nesse universo feminino

sem receio de viver todas nuances da paixão!





@ Valter Montani




domingo, 22 de agosto de 2010

EU O ENCONTRAREI*******


EU O ENCONTRAREI*******
Clannad

A esperança é a sua sobrevivência
Um caminho cativo que eu sigo

Não importa aonde você for
Eu o encontrarei
Mesmo se levar muito tempo

Não importa aonde você for
Eu o encontrarei
Mesmo se levar mil anos

Não importa aonde você for
Eu o encontrarei
Num lugar sem fronteiras

Não importa aonde você for
Eu o encontrarei
Mesmo se levar mil anos

Tema do filme *O Último dos Moicanos*



quinta-feira, 19 de agosto de 2010

LUZES DA RIBALTA*****

LUZES DA RIBALTA*****


Vidas que se acabam a sorrir!


Luzes que se apagam, nada mais.


É sonhar em vão tentar aos outros iludir


Se o que se foi pra nós não voltará, jamais.


Para que chorar o que passou!


Lamentar perdidas ilusões!


Se o ideal que sempre nos acalentou


Renascerá, em outros corações.

Charles Chaplin


terça-feira, 17 de agosto de 2010

ESTE É O POEMA DO AMOR




ESTE É O POEMA DO AMOR

António Gedeão


O poema que o poeta propositadamente escreveu

só para falar de amor,

de amor,

de amor,

de amor,

para repetir muitas vezes amor,

amor,

amor,

amor.

Para que um dia, quando o Cérebro Electrónico

contar as palavras que o poeta escreveu,

tantos que,

tantos se,

tantos lhe,

tantos tu,

tantos ela,

tantos eu,

conclua que a palavra que o poeta mais vezes escreveu

foi amor,

amor,

amor.




sábado, 14 de agosto de 2010

AO CREPÚSCULO*****


AO CREPÚSCULO*****  
QUATRO ÚLTIMAS CANÇÕES/ IV
Música: Richard Strauss/ Poema: Joseph von Eichendorff

Por dores e gozos, trilhamos
nosso caminho de mãos dadas;
agora nós dois repousamos,
na terra toda silenciada.

Ao redor, vales inclinantes.
já entra o céu na escura via;
sonham, voando, no ar fragrante
somente duas cotovias.

Vê como voam nestes ermos.
Já chega a hora de dormir.
Vem, a fim de não nos perdermos
neste solitário sumir.


® Renata Cordeiro





domingo, 8 de agosto de 2010

AMIZADE VIRTUAL!!!


AMIZADE VIRTUAL!!!

Com a publicação deste poema de Ana Santos, uma das nossas primeiras colaboradoras o Blogue reabre para comentários, como experiência. Pela nossa amizade, há de haver Paz* Muito obrigada*




Tive a sorte de um dia adicioná-los

Na minha lista de Amigos...

Passamos a ter um delicioso vínculo.

O da Amizade que há-de estar sempre presente!

Não importa a distância ...

Vale sim a sinceridade daquilo que escrevemos e

E a honestidade daquilo que sentimos...

Eu tenho a maior orgulho em ter a sua amizade

E gosto muito de todos vocês!.

Os seus gestos de carinho deixam-me muito feliz.

A nossa amizade pode ser Virtual, mas para mim é Real

Que as estrelas lhes sorriam.

Que o calor do Sol se prolongue por todos

Os dias das suas vidas...

São todos pessoas muito especiais para mim!...

OBRIGADA POR EXISTIREM!...

@ Ana Santos*
Blogues: Sagitário; Arco-Íris.


PS: O blogue passou por várias modificações e ainda passará por muitas outras.


terça-feira, 3 de agosto de 2010

POEMA PARA O DIA DO PAI



POEMA PARA O DIA DO PAI


Agrada-me dizer que foste tu o meu grande amor

Tu que me preenches da alegria

Incomensurável de ser plena mulher.

Homem de amor, fraqueza, vigor,

A quem presto sempre louvor,

_ Como poderia esquecer-me do filho que fizemos num lindo dia,

Posto que é simplesmente a razão deste Viver?

Quem me mantém aqui neste vale profundo,

Quem me ergue nas tantas quedas

Quem me impulsiona a lutar pelo nosso Mundo _

Hoje, diante do Eterno, nós percebemos um esboço,

E, boquiabertos, sob a luz das estrelas,

Ouvimos a sorridente boca do teu belo rosto:

- Olá, meu príncipe, minha princesa!


® Renata Cordeiro