sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

*JEITO DE MATO* + *SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO*




JEITO DE MATO




De onde é que vem esses olhos tão tristes?



Vem da campina onde o sol se deita



Do regalo de terra que teu dorso ajeita



E dorme serena, no sereno e sonho



De onde é que salta essa voz tão risonha?



Da chuva que teima, mas o céu rejeita



Do mato, do medo, da perda tristonha



Mas, que o sol resgata, arde e deleita



Há uma estrada de pedra que passa na fazenda



É teu destino, é tua senda onde nascem tuas canções



As tempestades do tempo que marcam tua história,



Fogo que queima na memória e acende os corações



Sim, dos teus pés na terra nascem flores



A tua voz macia aplaca as dores



E espalha cores vivas pelo ar...



Sim, dos teus olhos saem cachoeiras



Sete lagoas, mel e brincadeiras



Espumas, ondas, águas do teu mar...

Mensagens de Amor



Almir Sater/Paula Fernandes



domingo, 21 de fevereiro de 2010

A UM PASSO DA ETERNIDADE PRA VC...




A UM PASSO DA ETERNIDADE





RPM



Luz


Dissolvendo o breu


Luz


Você e eu


Sua luz


Da animação


A chama de uma paixão


Tanto tempo


No mar errei


Tanto tempo


Procurando alguém


Tempo só


Tempestade


Olhos claros


Vêm me chamar


A um passo da eternidade


Hoje a aurora vem me clarear


E a pureza me purificar


Vem matar a saudade


A um passo da eternidade





quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

CARTA PLUMA + I HOPE YOU DANCE!




CARTA PLUMA



Paulo Leminski



a uma carta pluma

só se responde com alguma

resposta nenhuma

algo assim como se a onda

não acabasse em espuma

assim algo como se amar

fosse mais do que a bruma



uma coisa assim complexa

como se um dia de chuva

fosse uma sombrinha aberta

como se, ai, como se,

de quantos se

se faz essa história

que se chama eu e você









segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

LIBERA ME + VA PENSIERO




LIBERA ME 

Carlos Queirós


Livrai-me, Senhor


De tudo o que for


vazio de amor.


Que nunca me espere


Quem bem me não quer


(Homem ou mulher)


Livrai-me também


De quem me detém


E graça não tem,


E mais de quem não


Possui nem um grão


De imaginação.


Mensagens de Amor




quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

AMOR + CLOSER





AMOR



Álvares de Azevedo



Amemos! Quero de amor

Viver no teu coração!

Sofrer e amar essa dor

Que desmaia de paixão!



Na tu'alma, em teus encantos

E na tua palidez

E nos teus ardentes prantos

Suspirar de languidez!



Quero em teus lábios beber

Os teus amores do céu,

Quero em teu seio morrer

No enlevo do seio teu!



Quero viver d'esperança,

Quero tremer e sentir!

Na tua cheirosa trança

Quero sonhar e dormir!



Vem, anjo, minha donzela,

Minha'alma, meu coração!

Que noite, que noite bela!

Como é doce a viração!



E entre os suspiros do vento

Da noite ao mole frescor,

Quero viver um momento,

Morrer contigo de amor!





Belas Mulheres





terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

O SOL NAS NOITES E O LUAR NOS DIAS





O SOL NAS NOITES E O LUAR NOS DIAS



Natália Correia




De amor nada mais resta que um Outubro



e quanto mais amada mais desisto:



quanto mais tu me despes mais me cubro



e quanto mais me escondo mais me avisto.





E sei que mais te enleio e te deslumbro



porque se mais me ofusco mais existo.



Por dentro me ilumino, sol oculto,



por fora te ajoelho, corpo místico.





Não me acordes. Estou morta na quermesse



dos teus beijos. Etérea, a minha espécie



nem teus zelos amantes a demovem.





Mas quanto mais em nuvem me desfaço



mais de terra e de fogo é o abraço



com que na carne queres reter-me jovem.



Belas Mulheres