quarta-feira, 27 de outubro de 2010

ODE AO AMOR




ODE AO AMOR

Foi um tempo lindo
Que ainda não passou,
Foram momentos que jamais passarão...
Ainda bem que conseguimos
Viver um após o outro.
Foi sempre assim...

Penetrando no seu mundo,
Lentamente, gradualmente
E progressivamente.
Sem pedir licença,
Apenas acomodando meu universo junto ao seu.
Quem viveu este momento entenderá...

São momentos mágicos
Onde aprendemos a perdoar
A aceitar as imperfeições
As nossas limitações
Fechar os olhos e imaginar!

Quem não viveu ainda,
Deixe o amor fluir em sua vida
Aprenda a amar,
A descobrir o quanto você é importante
Para alguém.
O amor agradece por mais esta manifestação!

@ Su Angelote, poeta português




8 comentários:

Sandra Botelho disse...

Se deixar amar as vezes é mais dificil que amar....
Bjos querida tenha uma noite iluminada

José disse...

Queria Ré!

Que lindo este onde ao amor, são esses momentos mágicos, que dão mais cor à vida.
Os poetas portugueses também escrevem coisas bonitas, obrigada pela partilha.

Boa noite um beijinho grande para ti.
José.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

É o medo do desconhecido.
Beijos, Sandra, gosto quando vens aqui.
Boa noite pra ti
Renata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

José!
Os poetas portugueses são ótimos, os meus preferidos.
Beijos

Sonhadora disse...

Minha querida Renata

É uma oração ao amor.

deixo o meu beijinho de boa noite para ti.

Sonhadora

Dulcinea disse...

Olá minha querida, como está? Vim lhe desejar um feliz halloween e uma semana cheinha de bons fluidos e muita luz.
Bela poesia portuguesa. Quem passa por esta vida sem sentir o amor em seu coração, com certeza não viveu intensamente.
Alegria sempre, amiga.
Beijosss

Female disse...

Ah o amor!
Que encanta, desencanta, fere enaltece...Amor!
Deixo-te beijos e tulipas

O gerente disse...

"Penetrando no seu mundo" o meu detector de sacanagem já acusou na hora a intenção desse portugues ai. Como goste de f***r esse pessoal, viu? Beijos, RE!