quarta-feira, 1 de setembro de 2010

A FESTA





A FESTA



Já falei tantas vezes

Do verde nos teus olhos

Todos os sentimentos me tocam a alma

Alegria ou tristeza

Se espalhando no campo, no canto, no gesto

No sonho, na vida

Mas agora é o balanço

Essa dança nos toma

Esse som nos abraça, meu amor



O teu corpo moreno

Vai abrindo caminhos

Acelera meu peito,

Nem acredito no sonho que vejo

E seguimos dançando

Um balanço malandro

E tudo rodando

Parece que o mundo foi feito prá nós

Nesse som que nos toca



Me abraça, me aperta

Me prende em tuas pernas

Me prende, me força, me roda, me encanta

Me enfeita num beijo



Pôr do sol e aurora

Norte, sul, leste, oeste

Lua, nuvens, estrelas

A banda toca

Parece magia

E é pura beleza

E essa música sente

Parece que a gente

Se enrola, corrente

E tão de repente você tem a mim



Me abraça, me aperta

Me prende em tuas pernas

Me prende, me força, me roda, me encanta

Me enfeita num beijo



Já falei tantas vezes

Do verde nos teus olhos

Todos os sentimentos me tocam a alma

Alegria ou tristeza

Se espalhando no campo, no canto, no gesto

No sonho, na vida

Mas agora é o balanço

Essa dança nos toma

Você tem a mim



Composição: Milton Nascimento








11 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Costa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mgomes - Santa Cruz disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Amor feito Poesia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Thiago Cestari disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Phivos Nicolaides disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
RECANTO DA POESIA disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
legalmente loira... disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
RECANTO DA POESIA disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.