sexta-feira, 24 de setembro de 2010

DO AMOR*Gibran Kahlil Gibran* E COM AMOR* BOM FIM DE SEMANA E BOA SEMANA******

DO AMOR E COM AMOR* BOM FIM DE SEMANA E BOA SEMANA*

O amor não tem outro desejo

Senão o de atingir a sua plenitude.



Se, contudo, amardes e precisardes ter desejos,

Sejam estes os vossos desejos:

De vos diluirdes no amor e serdes como um riacho

Que canta sua melodia para a noite;

De conhecerdes a dor de sentir ternura demasiada;

De ficardes feridos por vossa própria compreensão do amor

E de sangrardes de boa vontade e com alegria;

De acordardes na aurora com o coração alado

E agradecerdes por um novo dia de amor;

De descansardes ao meio-dia

E meditardes sobre o êxtase do amor;

De voltardes para casa à noite com gratidão;

E de adormecerdes com uma prece no coração para o bem-amado,

E nos lábios uma canção de bem-aventurança. 



6 comentários:

BB disse...

Muy hermoso tu poema..

Tus relatos siempre nos entretienen, amiga.

Abrazos
BB

Mgomes - Santa Cruz disse...

Renata Muito lindo este poema o amor, gostei imenso.
Beijos
Santa Cruz

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Muito obrigada, Santa Cruz. És um amigo muito querido.
Beijos, sempre contigo.
Renata

Hanukká disse...

Linda semana Renata, bjos.


O vaso de alabastro, é teu melhor, teu maior valor, tua preciosidade.
Teu coração, onde o Senhor colocou o amor, a bondade, a essência de Deus.
Este vaso, de onde provem, o bem, a benção , a virtude, o perdão, o amor.
De onde jorra como em cachoeira, os sentimentos, os sonhos, os sonhos de Deus...
Lá onde colocas as mais lindas flores, os mais preciosos ungüentos, o azeite da tua lampâda.
Onde temos que cuidar pra que as ervas daninhas não brotem, e sufoquem os sonhos.
Por lá costuma nascer ervas amargas, com espinhos, com visgo, difíceis de remover...
Mas o Senhor Deus do universo, ajuda-nos a manter a pureza, a suavidade, o perfume,
beleza, força e vigor neste canteiro, neste vaso de honra.
Donde podemos tirar as ofertas agradáveis, perfume aceito pelo Espírito Santo de Deus.
Ajuda-nos sempre Senhor a cuidar como desejas do nosso vaso, do meu coração,
que de lá saia o alabastro que possa eu ungir Teus pés, com amor e honra, aceitável a Ti.
Recebe me louvor, meu amor, perdoando-me e me fazendo digna de fazê-lo,
em nome de Jesus, amém.
♥♥♥

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Olá, querida! Muito obrigada por tão belas e profundas palavras.
O que aconteceu com o seu outro Blog? Despediu-se? Vou procurá-la, assim que puder.
Beijos*******
Renata

Elias Balthazar disse...

"Quando o amor vos chmar, seguio..".