sábado, 17 de abril de 2010

PRINCESA ESFÍNGICA, BY DANIEL COSTA




PRINCESA ESFÍNGICA


Daniel Costa


Obrigada, querido Poeta, por mais esta
contribuição para o nosso blogue.


Marta e Renata agradecem

e agora vamos repousar porque já passou da hora!


***

Esfíngica alteza

Interessante mulher

Não chamarei realeza

Que há cem anos findou

A mulher pode ser alteza

Essa existe, não acabou

A mente será de princesa

Com poesia

Oblitera laivos de tristeza

Sempre porfia

Mostrando alma de grandeza

Como é bela a sua alma

De intrínseca pureza

Aparece sempre segura

Ainda que enfrentado dureza

Ela passa pensativa

Esfíngica, podia ser princesa

Será alma de poetiza pura

Pensando poesia de beleza

Eis a púrpura

Poesia de Princesa









7 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Já quase na virada do domingo, publicamos PRINCESA ESFÍNGICA, do Poeta Daniel Costa.
Marta + Renata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

E para completar o universalismo de todos os poemas que aqui publicamos, incorporamos o mesmo vídeo já incorporado antes, *Lost in Translation*, para que todas as pessoas saibam que têm que a possibilidade de serem *Found in traslation*, porque o Amor não têm fronteiras.
Beijos

Isa disse...

Lindo o poema que escolheram!Bonita e sensível a homenagem da rosa...para
si.
Beijo.
isa.

José disse...

Olá querida Rê,

De uma para outra Princesa
esta lindíssima poesia
com traços de muita beleza
como esta da fotografia

continuação de bom domingo
e tudo a correr bem, espero
um beijinho,
José.

Daniel Costa disse...

Renata

O poema que logo me pareceu ter saído enteressante, com a beleza do teu blogue ainda me parece melhor conseguido. Costumo andar com os pés na terra, mas confesso ter ficado com sabor a emoção.
Agradeço todas as tuas atenções, com ternos beijos
Daniel

Zé Carlos disse...

Rê, vim para matar a saudade de ti.

Adoro vc.... beijão do ZC

Sonhadora disse...

Minha querida
Lindo como sempre boas escolhas de poetas.

beijinhos