segunda-feira, 26 de abril de 2010

TEU CORPO DE MULHER******************************











Teu corpo de mulher, foi meu outrora.
Perdia-me no peso representativo dos teus gestos,
Com dentes ainda me mordes os desejos, que despertos
Se mantêm em harmonias de sensações que a alma devora…



Teu corpo de mulher, orgia entranhada no pensamento,
Como nuvem de poeira distinta, cobrindo a lucidez.
Por ti, ébrio me ajuízo, fruído me revejo outra vez,
Por tufões de calores… afamo em teu sentimento…



]Anseio sonhar-te, ver-me na fantasia real, não absorto.
Ser batel navegante em tua única via,
Ver-me estribado à margem do teu porto…



Anseio ver-me, sonhar-te, na real fantasia.
Ser síntese das carícias em teu corpo.
Ser na tua vida, a razão incidente da alegria…

Corpo de Mulher
Carlos Alvez







4 comentários:

Isa disse...

Renata,ñ se sente melhor?
Quero vê-la radiosa como sempre.
Beijo.
isa.

José disse...

Lamento muito,e espero que tudo volto à normalidade, e quero que saibas que gosto muito de ti, e que nunca,nunca te irei esquecer,e que os teus comentários, irão ficar publicados em livro, e daqui deste lado há alguém está torcendo para que tudo corra bem.

um abraço que possa abarcar Portugal e Brasil.
José.

Alvaro Oliveira disse...

Amiga RENATA

Então amiga? Parece que entrou em retrocesso? Lamento que tenha acontecido. Melhor é parar pelo tempo necessário, para que possa vê-la de regresso em pleno, como
a conheci. Desejo sua rápida recuperação.

Beijinhos

Alvaro

Wanderley Elian Lima disse...

Olá menina
Gostei do seu post. Fique bem logo.
Beijos