quinta-feira, 25 de março de 2010

O VENTO NA ILHA, O AMOR É FOGO QUE ARDE SEM SE VER...





O VENTO NA ILHA, O AMOR É FOGO QUE ARDE SEM SE VER...



Pablo Neruda + Mix





O vento é um cavalo

Ouça como ele corre

Pelo mar, pelo céu.

Quer me levar: escuta

como recorre ao mundo

para me levar para longe.




Esconde-me em teus braços

por somente esta noite,

enquanto a chuva rompe

contra o mar e a terra

sua boca inumerável.




Escuta como o vento

me chama calopando

para me levar para longe.




Com tua frente a minha frente,

com tua boca em minha boca,

atados nossos corpos

ao amor que nos queima,

deixa que o vento passe

sem que possa me levar.




Deixa que o vento corra

coroado de espuma,

que me chame e me busque

galopandanto eu, emergido

debaixo teus grandes olhos,

por somente esta noite



descansarei, amor meu.






12 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

25/03/2010: O VENTO NA ILHA, O AMOR É FOGO QUE ARDE SEM SE VER...
Renata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Gente, neste fim e durante esta semana, deixem que o vento corra, debaixo de uns grandes olhos, e amem-se a valer, com todo o fogo que nos arde por dentro e que não vemos.
Já deixei*******************
Beijos

Amapola disse...

Boa tarde, princesa.

Lindo... viver intensamente.

Um grande abraço.

Isa disse...

Viver intensamente!
Viver mesmo!
Maravilha dada por Deus!
Beijo.
isa.

Maria disse...

Lindissimo, o amor nos faz sonhar, nos faz voar no vento, é magia, é loucura, pode nos fazer sofrer, mas quando amamos a vida têm mais luz, mais cor, é vivida intensamente.
bjs
Maria

JORDAS disse...

Como é bom ser consumido pelo fogo dessa dor que nos desatina.
Como é bom beber do seu néctar
Amargo de mel...
Como é bom sentir o coração bater para fora do peito.
Como é bom sonhar acordado.
Tudo isto é amor, mas é tão pouco!...

José disse...

Olá querida Rê,

Amor é um fogo que arde sem se ver;
é que dói e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem dor.

É um não querer mais que bem querer;
é um andar solitário entre a gente;
é nunca contentar-se de contente;
é um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
é servir a quem vence o vencedor;
é ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode o seu pavor;
nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?

É para te desejar boa noite,
e também espero que estejas melhor
dessa com...

um beijo grande.
José.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Renata
Adoro Pablo Neruda, seus poemas são fortes e altamente reflexivos.
Beijos

Daniel Costa disse...

Renata

Que poema!... Paublo Neruda, no melhor da mente criadora de poesia de beliza.
Deixai, pois, correr o vento, fluir e viver o amor, nunca dexá-lo para outro dia, que poderá não chegar,
Beijos
Daniel

Sandra Botelho disse...

Quanta lindeza junta.
Aqui tudo é tão belo, tem cheiro de flor.
Bjos no coração!

Marta disse...

Fluir e amar...deixar que se ame sempre...
Lindo...
Gostei imenso, Renata...
Beijos e abraços
Marta

prosasdeoutono disse...

Querida Renata,

Nada como amar alguém, para nos tornarmos fortes, num só...

Bom fim de semana Amiga

Beijos
Alex