quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

FÁCIL E DIFÍCIL * O DESPERTAR DE UMA PAIXÃO



FÁCIL E DIFÍCIL

Carlos Drummond de Andrade

Falar é completamente fácil

quando se tem palavras em mente

que expressem sua opinião.

Difícil é expressar por gestos e atitudes

o que realmente queremos dizer...

Fácil é julgar pessoas que

estão sendo expostas pelas circunstâncias.

Difícil é encontrar e refletir sobre os seus erros...

Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém,

dizer o que ela deseja ouvir.

Difícil é ser amigo para todas horas

e dizer sempre a verdade quando for preciso...

Fácil é analisar a situação alheia

e poder aconselhar sobre esta.

Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer.

Fácil é demonstrar raiva e impaciência

quando algo lhe deixa irritado.

Difícil é expressar o seu amor a alguém

que realmente te conhece...

Fácil é viver sem ter que se preocupar

com o amanhã.

Difícil é questionar e tentar melhorar

suas atitudes impulsivas e às vezes impetuosas,

a cada dia que passa...

Fácil é mentir aos quatro ventos

o que tentamos camuflar.

Difícil é mentir para o nosso coração...

Fácil é ver o que queremos enxergar.

Difícil é saber que nos iludimos

com o que achávamos ter visto...

Fácil é brincar como um tolo.

Difícil é ter que ser sério...

Fácil é dizer "oi", ou "como vai?".

Difícil é dizer "adeus"...

Fácil é abraçar, apertar a mão.

Difícil é sentir a energia que é transmitida...

Fácil é querer ser amado.

Difícil é amar completamente só...

Fácil é ouvir a música que toca.

Difícil é ouvir a sua consciência...

Fácil é perguntar o que deseja saber.

Difícil é estar preparado

para escutar esta resposta...

Fácil é querer ser o que quiser.

Difícil é ter certeza do que realmente és...

Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade.

Difícil é sorrir com vontade de chorar (ou vice-versa)...

Fácil é beijar.

Difícil é entregar a alma...

Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica.

Difícil é ocupar o coração de alguém...

Fácil é ferir quem nos ama.

Difícil é tentar curar esta ferida...

Fácil é ditar regras.

Difícil é segui-las...

Fácil é sonhar todas as noites.

Difícil é lutar por um sonho...

Fácil é exibir sua vitória a todos.

Difícil é assumir a sua derrota com dignidade...

Fácil é admirar uma lua cheia.

Difícil é enxergar sua outra face...

Fácil é viver o presente.

Difícil é se desenvencilhar do passado...

Fácil é saber que está rodeado por pessoas queridas.

Difícil é saber que está se sentindo só no meio delas...

Fácil é tropeçar em uma pedra.

Difícil é levantar de uma queda, toda machucada...

Fácil é desfrutar a vida a cada dia.

Difícil é dar o verdadeiro valor a ela...

Fácil é rezar todas as noites.

Difícil é encontrar Deus nas pequenas coisas...

D.M Graphics



13 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

São Paulo 03/02/2010 Fácil e Difícil* O Despertar de uma Paixão.
Marta + Renata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Nem sempre fácil, nem sempre difícil, mas única = Vida. Nem sempre fácil e difícil, mas possível = Amor.

Vida = Amor + Amor = Vida.

Difícil mesmo são os títulos dos livros e dos filmes traduzidos para o brasileiro. O Véu Pintado*, quem leu o romance entende; quem entende inglês o bastante compreende o porquê do véu. E não é paixão, é Amor******************

Continuação de Boa Semana com Amor e Paz*
Beijos

HOMEM (IN) COMUM disse...

Não estariamos aqui...
Caso tudo fosse fácil.

FOTOS-SUSY disse...

OLA RENATA, MAGNIFICO POEMA...A VIDA NAO E FACIL...TEMOS E QUE SABER LIDAR COM ELA...OBRIGADA PELA VISITA E PELO CARINHO...QUE TENHAS UM FELIZ DIA QUERIDA AMIGA!!!
BEIJOS COM CARINHO,


SUSY

Wanderley Elian Lima disse...

Olá querida amiga
Dummond sempre nos brinda com seus poemas maravilhosos. Parabéns pela escolha. Amei
Beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Renata
que bom passar por aqui..
um beijo

AVE


Ave que voa...
Ave que luta...
Que procura comida...
Que se protege do frio e chuva...
Ave que consegue...
Fazer a sua casa...
Criar os seus filhos...
Alimentá-los...
Protegê-los...
E depois...
Dar-lhes asas...
Ensiná-los a voar...
E começar tudo de novo...
Que bom seria...
Que muitas vezes...
Nós também pudéssemos...
Saber programar..
Para podermos voar...


LILI LARANJO

Marcos Andrade disse...

Você, como sempre, nos enchendo a vida de beleza - e tornando a vida mais agradável...

Bjs, minha querida.

Daniel Costa disse...

Renata

Fácil, muito agradável é ler um poema escrito por Drummond de Andrade. Tão fácil como dicícil pode ser despertar uma paixão. Eis uma verdade, bastará um simples clic, que nem sempre acontece.
Beijos
Daniel

Isa disse...

Difícil,por vezes,é esquecer,é exprimir,é encarar essa realidade!
Belo,inteligente,"sábio",como sempre.
Beijo.
isa.

Marta disse...

É muito fácil sorrir, mas nem sempre se vislumbra a alma...
Fácil dizer que tudo se resolve, mas tão dificíl ver quem se ama perder as forças e não se lembrar que somos as filhas e como nos chamamos....
Conheço o livro; tive pena de não ver o filme...
Beijos e abraços
Marta

José disse...

Olá Renata,

Fácil é chegar aqui
difícil é ir embora
quando estou ao pé de ti
como estou aqui agora

Eu queria aqui estar
junta uma bonita loirinha
mas tenho que abalar
que esta casa não é minha

Não te pareças mal isto é uma brincadeira.

um beijinho, José

AFRICA EM POESIA disse...

Renatinha
Passei no Daniel
e encontrar-te foi magia
Um beijo no teu coração

Dani disse...

hum, adoreiiii!!
não conhecia o texto!
foi um prazer a leitura...


beijos enormes

até