sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

POEMA




POEMA



Cazuza/Frejat



Eu hoje tive um pesadelo



E levantei atento, a tempo



Eu acordei com medo



E procurei no escuro



Alguém com o seu carinho



E lembrei de um tempo



Porque o passado me traz uma lembrança



Do tempo que eu era ainda criança



E o medo era motivo de choro



Desculpa pra um abraço ou consolo



Hoje eu acordei com medo



Mas não chorei, nem reclamei abrigo



Do escuro, eu via o infinito



Sem presente, passado ou futuro



Senti um abraço forte, já não era medo



Era uma coisa sua que ficou em mim



E que não tem fim



De repente, a gente vê que perdeu



Ou está perdendo alguma coisa



Morna e ingênua que vai ficando no caminho



Que é escuro e frio, mas também bonito porque é iluminado



Pela beleza do que aconteceu há minutos atrás









9 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

São Paulo 29/01/2010 Poema.
Marta + Renata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Linda Noite para todos Nós sem pesadelos.
Beijos com muito Amor*

Joe disse...

Uma bonita forma de relacionar as diversas formas de expressão de arte. Numa só postagem, interligam-se as palavras com os sons, e a imagem serve de pano de fundo ao fluir da imaginação =)

Sonhadora disse...

Minha querida Renata
Lindissimo poema.
Cazuza era maravilhoso.

beijinhos
Sonhadora

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Muito obrigada Joe. Adorei.
Beijos

Majoli disse...

Aqui tudo é delicioso, principalmente no silêncio da minha madrugada solitária.

Beijos no ♥

Sandra Botelho disse...

Lindo demais o poema...
E é bem assim como ele disse.
Bjos querida tenha um dia lindo!

Isa disse...

Querida Rê,obrigada mesmo pela delícia de ouvir Ney!
Vi-o,ao vivo,em Lisboa!A voz,a palavra,o espectáculo desse Animal de Palco! Lindo!
O seu dom(sim,é um dom)de organizar,
de uma maneira tão forte e suave,tão
bela e Amiga,o seu blog.
Beijo.
isa.

Daniel Costa disse...

Renata

Um belo poema do inimitável Cazuza!
Sabias que a sua imagem de homem importante do Rock teve honras de ser filatelizada no Brasil?
Mais uma das tuas belas opções.
Beijos
Daniel