segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

MULHERES



MULHERES

Manuel Bandeira




Como as mulheres são lindas! Inútil pensar que é do vestido...




E depois não há só as bonitas:




Há também as simpáticas.




E as feias, certas feias em cujos olhos vejo isto:




Uma menininha que é batida e pisada e nunca sai da cozinha.




Como deve ser bom gostar de uma feia!




O meu amor porém não tem bondade alguma.




É fraco! Fraco! Meu Deus, eu amo como as criancinhas...




És linda como uma história da carochinha...




E eu preciso de ti como precisava de mamãe e papai...




(No tempo em que pensava que os ladrões moravam no morro atrás de casa e tinham cara de pau).




10 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

São Paulo, 11/01/2010, Mulheres*
Marta + Renata
Boa Semana!
Beijos

JADY*ALVES disse...

Hummm essas mulheres inspiram heim? rss
Aproveitando que a conexão resolveu ficar estavel...
To aqui tbm rss
Mais beijos da Jady pra tí amiga queridaaaa

Marta disse...

Boa escolha Renata...
A Marisa Monte é uma das minhas cantoras favoritas..
Beijos e abraços
Marta

Daniel Costa disse...

Renata

Quem diria? No dizer do grande poeta Manuel Bandeira, estarei certos, uma mulher bonita ou nem tanto, para mim terá de possuir sempre beleza de coração.
Beijos
Daniel

Me permita disse...

Oi, Renata! Belo blog! To voltando, aos poucos! rs Te desejo que em 2010 teus sonhos se transformem em plena realização! Bjs!

Me permita disse...

Ah, quase esqueci... vc é linda!

Mar Arável disse...

Não conheço mulheres feias

Hod disse...

Meiga e doce Rê,

Excelente Manuel Bandeira e de Marisa gosto um Monte...

Existe uma mulher que reverencio e admiro bastante!!

Beijos para um boa noite de sono!!

Hod.

Jacarée disse...

Kerida Renata!

Mulher bonita?

Ai que beleza, é o AMOR
Amor livre e sereno, sem preconceitos, sem falsidade, sem pudor escondido na vida.

Bejs

Lis. disse...

Isso só poderia ter sido escrito por um homem, porque não há homem santo. O último homem santo que tive soube da existência foi Jesus o Cristo, e ele jamais escreveria isso. Certeza!