sábado, 23 de janeiro de 2010

CONVITE




CONVITE



Lya Luft



Não sou a areia



onde se desenha um par de asas



ou grades diante de uma janela.



Não sou apenas a pedra que rola



nas marés do mundo,



em cada praia renascendo outra.



Sou a orelha encostada na concha



da vida, sou construção e desmoronamento,



servo e senhor, e sou



mistério.



A quatro mãos escrevemos este roteiro



para o palco de meu tempo:



o meu destino e eu.



Nem sempre estamos afinados,



nem sempre nos levamos



a sério.






9 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

São Paulo 23/12/2010 Convite.
Marta + Renata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Convite para que todos nós possamos, um dia, cantar juntos o hino de Júbilo ao Amor*
Beijos

Isa disse...

Espero esse DIA! Adorei seu post.
Beijo.
isa.

Sandra Botelho disse...

Bom seria se ditassemos e destino escrevesse...
Bjos amiga linda!

José disse...

Olá Rê.

Também eu tive saudades de ti
querida amiga Renata
mas aconteceu-me por aqui
uma coisa muito chata

Perdi o meu computador
e quase tudo o que lá tinha
E-mails de algum valor
e muita poesia minha

um bom final de semana
um beijinho muito grande
José

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Renata
É preciso que nos levemos a sério, pois a vida é seria e só aqueles que são capazes de perceber o seu significado, são capazes de construir sua felicidade e não simplesmente esperar por ela.
Beijos

JADY*ALVES disse...

Boa tarde querida RÊ!!!
Belos versos nesse sabado um tanto triste e chuvoso aqui em sampa...
Um convite ao amor, que cantemos todos um dia...
Ele há de chegar amiga.

Beijos de fim de tarde.
Carinhos pra tí da Jady

Jacarée disse...

Q. RENATA

Amei esse convite.

Muito lindo.

Bjs

Daniel Costa disse...

Renata

Levar-nos muito a sério, também passará por sermos capazes de sorrir de nós próprios.
Beijos
Daniel