domingo, 31 de janeiro de 2010

ALGUÉM ME DISSE...



ALGUÉM ME DISSE...

Carla Bruni

Disseram-me que as nossas vidas não são grande coisa,



Que passam num instante, assim como murcham as rosas.



Disseram-me que o tempo é devastador



Que as nossas tristezas são aparentes



No entanto alguém me disse...



Que tu ainda me amavas.



Alguém que me disse que ainda me amavas.



Será possível?



Disseram-me que o destino se diverte conosco



Que não nos dá nada e que nos promete tudo



Que a felicidade está ao nosso alcance,



Então há o aperto de mãos e se dá o encontro



No entanto alguém me disse...



Mas quem me disse que ainda me amavas?



Já não me recordo, era tarde da noite,



Ainda lhe ouço a voz, mas eu não vejo o rosto



"ele te ama, é segredo, não lhe diga que eu te disse"



Vês alguém dizendo a mim...



Que ainda me amavas, dissestes isso realmente...



Que ainda me amavas, será possível?



Trad. pela Renata Cordeiro




[20090209165024469.gif]


´


15 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

São Paulo 31/01/2010 Alguém me disse*
Marta + Renata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Ouçam a própria voz. Bom começo de semana a todos nós*
Beijos

Sandra Botelho disse...

Amo Carla Bruni, acho ela doce e a musica dela gostosa de ouvir.
Amei amiga...
Bjos e tenha uma semana iluminada

Joe disse...

Linda música. Muito relaxante.

Obrigado pelos comentários! O lançamento já ocorreu e foi muito bem sucedido. Espero que oportunamente possam vir a adquirir o meu livro =)

Joe disse...

Ah, não sabia que via mal! Em papel pode adquirir em qualquer FNAC de Portugal, basta fazer uma encomenda. Para o estrangeiro, ainda não é possível fazer encomendas, mas em breve haverá essa opção no site da editora.

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Muito obrigada querido Joe, pelo Gesto. Assim que possível, irei agradecer pessoalmente.
Beijos e.ternos
Renata****************************

Marta disse...

Basta realmente ouvir a voz do coração....
Gostei de ouvir...
Beijos e abraços
Marta

Ilhados Aqui disse...

Oi Renata, belo texto! Atualizei o http://ilhadosaqui.blogspot.com/
Se der, passa lá!
Bj

FOTOS-SUSY disse...

OLA RENATA, BELISSIMO POEMA...UMA LINDA ESCOLHA...GOSTEI...QUE TENHAS UMA FELIZ SEMANA AMIGA!!!
BEIJOS COM CARINHO,


SUSY

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Renata
O problema é que quando estamos apaixonados, só escutamos a voz do coração e as vezes ela nos engana.
Uma linda semana para você
Beijos

Jacarée disse...

Q. Renata

Lindissimo poema

É sempre gratificante ler-te.

O que é a vida? Uma ilusão, uma sombra, uma ficção. E o maior dos bens é de pouco valor, já que toda a vida é sonho, e os sonhos não passam de sonhos.
Caldéron de La Barca, 1600-1681, poeta e dramaturgo espanhol, A Vida é Sonho


Bjs

Linda semana para você.

Isa disse...

Rê,é uma das minhas canções preferidas,de Carla Bruni.A suavidade da música e a doçura da voz.Lindo!
Beijo.
isa.

prosasdeoutono disse...

Olá Renata,

Não sei se foi o marido (presidente de França) que a inspirou, mas gosto da sonoridade da música

Beijos
Alex

Joe disse...

Uau.... Muito, muito obrigado Renata, pelo poema. Foi a primeira vez que me foi dedicado um! Está muito bonito e as palavras parecem sentidas e sinceras. Espero mesmo que tudo corra bem na sua vida, apesar de todas as dificuldades que nos surgem na vida sem que queiramos. A poesia sem dúvida que é um óptimo veículo para nos libertarmos das nossas mágoas e ganharmos uma nova visão da vida, e por isso também desejo que continue a rodear-se de bonitos textos e também que continue a criá-los. Continuação de bom trabalho neste blog, que me permitiu conhecê-la um pouco.

Marcos Andrade disse...

Eu também te amo, querida (e não sussurro isso, prefiro gritar aqui no seu blog pra todo mundo ouvir).

Eu te amo porque, a cada visita sua, vc me faz feliz.