quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

NATAL DOS SIMPLES ZECA AFONSO




NATAL DOS SIMPLES
Zeca Afonso

Vamos cantar as janeiras

Vamos cantar as janeiras

Por esses quintais adentro vamos

Às raparigas solteiras

Vamos cantar orvalhadas

Vamos cantar orvalhadas

Por esses quintais adentro vamos

Às raparigas casadas

Vira o vento e muda a sorte

Vira o vento e muda a sorte

Por aqueles olivais perdidos

Foi-se embora o vento norte

Muita neve cai na serra

Por aqueles olivais perdidos

Foi-se embora o vento norte

Muita neve cai na serra 

Muita neve cai na serra

Só se lembra dos caminhos velhos

Orkutei.com.br


5 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

São Paulo, 09/12/2009, Zeca Afonso.
Marta + Renata
Beijos

Marta disse...

Uma boa escolha, Rê...
Beijos e abraços
Marta

Daniel Costa disse...

Renata

É sempre bom rever as canções de Zeca Afonso, foi um bom músico de canções de internvenção, se vistas no seu tempo, a qualidade é de todos os tempos. Imaginei-me a ouvi-lo antes de 1975.
Beijos,
Daniel

prosasdeoutono disse...

Olá Rê,

Obrigada pelo teu convite. Vim sim e estou a adorar. Blog muito bonito e muito interessante.
Quanta força em ti para estar em todo o lado. Parabéns (vou seguir, OK??

Beijinhos
Alex

SAM disse...

Renata,


Belíssima letra da canção e video! Bonito espaço! Parabéns!


certamente que todos os textos e poesias que partilho no SAM, retirados dos meus livrinhos que adoro rsrs estão a disposição do blog amigo. De menor importância e relevância, mas se lhe agradar algum dos rabiscos do Desnuda, também estão a disposição. Obrigada pelo carinho e consideração.


Carinhoso beijo.