sábado, 5 de setembro de 2009

PULGA, POEMA DE ALEXANDRE O´NEILL, COM DUAS VERSÕES DE RENATA CORDEIRO, POSTAGEM DEDICADA AO JORGE

Sauterelle não é pulga, é gafanhoto; tanto o da pulga, quanto o r da sauterelle pulam, formando uma pulga no primeiro caso e um gafanhoto – principalmente se grafado a mão – no segundo; mas na briga entre ambos, o gafanhoto acaba ganhando, pois ele pula explicitamente no ar l´r (o correto em francês seria: le r). Além disso, ao pular, o gafanhoto, que é feminino em francês, afirma o seu gênero: elle.




8 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Divulgando um poema experimental de Alexandre O´Neill, com versões minhas para o francês e o inglês. Agradeço e ofereço esta postagem ao Jorge, sem quem a publicação não seria possível.
Renata Cordeiro

Graça disse...

Alexandre O' Neill é um dos meus poetas preferidos. As suas versões ficaram óptimas. Beijo para o Jorge.


Querida amiga, mais logo vou ao outro, ler mais qualquer coisa :))).

Beijo meu, minha querida

~~jorge disse...

doçamiga,

tenho que dizer (se não to disse já...?) que acho a versão francesa superior ao original, temos que dar os crédito a O'Neill pela linha do poema gráfico, quase... mas a versão francesa é tão mais musical, e tão mais certeira, em termos linguísticos!

ma sauterelle (vês? eu nunca poderia te chamar de "minha pulguinha"... ia te ofender...), ma saute[r]elle, não precisavas agradecer nada, por uma pequena ajuda gráfica...

... e escolhes para destino da dedicatória a pessoa que menos o merece... ... ... perdoa-me as vezes que te olhei sem realmente te ver, me perdoa, Nanata...

Beijo
oh deuses...
~~j

~~jorge disse...

Tomba, tomba
como o j do bei o
~~~~~~~~~~~~~j

Princesa disse...

Boa noite


Se existe o fracasso é

porque existirá o sucesso...

Se existe a derrota é

porque existirá a vitória...

Se existe a tristeza é

porque existirá a alegria...

A verdade é que sempre depois de uma noite escura,

volta a brilhar um novo dia.

tenha um ótimo domingo
Beijinhos

Memória de Elefante disse...

A diferença da Pulga com o Gafanoto é que ela pula e ele voa!
Isto nos leva a pensar e até meditar muito!

Beijo e fica com o meu carinho

Daniel Costa disse...

Renata

Alexande O'Onneil, um poeta homem de aparente tranguilidade "pularia"
com as tuas versões linguisticas.
Apreciei também!

Beijo,
Daniel

Marta disse...

Versões bem interessantes...
Alexandre O'Neill é um poeta com poemas fortes...
Gostei...
Beijos e abraços
Marta