domingo, 27 de setembro de 2009

LARANJINHA, POEMA DE DANIEL COSTA, OFERECIDO À MARTA E À RENATA



LARANJINHA

Não no outro mundo

Mora no Alentejo

A Laranjinha de olhar profundo

Laranjinha meiga e doce

Não no outro mundo

Os seus ternos poemas

Revelam doçura

Advém a tentação

Por vezes dura

Questionar donde vem

Tamanho amor, tanta ternura

Beleza de alma

Beleza plena e segura

Aura de beleza muito sua

Apresenta-se assim

Como o luar da lua

Sorridente na beleza de mulher

No firmamento brilhantes estrelas

Laranjinha é o nome da suave mulher

Um nome bonito

Não se contesta sequer

Contém toda a beleza interior

Toda a beleza da interessante mulher

Admiro a sua poesia

Estimo e admiro aquela mulher

http://danielmilagredanieldaniel.blogspot.com/

9 comentários:

M@ disse...

°°°°°°°°°°°°|\ NAVEGUEI
°°°°°°°°°°°°|_\ ATÉ AQUÍ
°°°°°°°°°°°°|__\SÓ PRA DESEJAR
°°°°°°°°°°°°|___\UMA ÓTIMA SEMANA
°°°°°°°°°°°°|____\°°°°°°PRA VOCÊ!!
°°°°°°°°°°°°|_____\°°°°°°
°°°°°°°°°°°°|______\°°°°°°
°°°°°°______|_______________
~~~~ \____________________/ ~~~~
,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~
-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~¯¨`
*•~-.¸, ,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•
~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~¯¨`
*•~-.¸, ,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Obrigada, Daniel querido, por esse poema a nós oferecido.
Beijo,

tossan® disse...

Renata tu sabes que não sou poeta, apenas manipulo as palavrinhas, prefiro te dedicar uma foto como a pena que foi feita pra você, poeta é este que apresentas em teu belo blog. Muito bonito!

Vivian disse...

...este poema fez um casamento
perfeito.
imagem, musas, e o poeta
de além mar, só poderia
resultar nesta maravilha
de post.

esta casa é linda!

beijos

Daniel Costa disse...

Renata

As laranjas muito bonitas das laranjeiras de Vila Viçosa, mas muito azedas terão sido mote presente pela antítese, passaram, na mente.
A telelovela "Meu Pé de Laranja Lima" foi das primeiras a passar cá na RTP, mas não esteve presente.
Beijos para ti e para a Marta.
Daniel

Marta disse...

Lindo, Daniel...
Gostei muito....o cheiro da laranja
é sempre doce...
Muito obrigada pelo poema...
Beijos e abraços
Marta

a magia da noite disse...

a poesia terá sempre um corpo imaginado de mulher. A simpatia é sua Renata.

Graça disse...

O Daniel deve ser um querido...mais um poema com o seu sentir. Gostei.


Um beijo às duas.

Luciana disse...

Parabéns Renata e Marta pelo poema um beijo especial a voces e um abraço no amigo Daniel.
Bjs