segunda-feira, 3 de agosto de 2009

TEMPO DO AMOR, POEMA DE RUTH SANTOS FERRAZ



TEMPO DO AMOR
Ruth Santos Ferraz

A vida
Preto-branco-vida,
Depressa ganhava cor
Enfeitativa
Colorida
E viva
No tempo do amor.

Tempo do amor!
Verão da primavera
Inverno de calor.
A seca trazia sede
A chuva trazia flor.
O dia trazendo vida
A noite trazendo amor.

Ah vida-preto-branco vida!
Me ajude a encontrar a cor
A cor
Que te iluminava
Que me deslumbrava
No tempo do amor!


3 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Publico um poema de uma poetisa brasileira contemporânea desconhecida, só para variar.
Renata Cordeiro

Marta disse...

Sem cor, a vida fica vazia...
Que se pinte de todas as cores, e paire sempre nela a paixão..
Interessante o poema..
Beijos e abraços
Marta

Daniel Costa disse...

Renata

Gosta-se do poema, porque é sempre tempo de amor!

Beijinhos
Daniel