domingo, 2 de agosto de 2009

MEU SER SEM TI, UM POEMA DE FRANKELIM GOMES AMARAL


Quem me dera ter-te aqui

Cada vez que penso em ti.



Quem me dera ao acordar

Ter em mim o teu olhar.



Que seria um cego sem palavras?

E um mudo sem visão?

O que seria uma vida sem mágoas?

E um poeta sem coração?



(Livro "II Antologia de Poetas Lusófonos)

(Imagem: Google - Quadro Vermeer "A rapariga com o Brinco de Peróla)


3 comentários:

Daniel Costa disse...

Poema que desconhacia! É daqueles que faz cismar, o que aprecio.
Daniel

If Only disse...

Oi amiga desconheço o autor e o poema mas gostei da postagem.
Bjs

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Poema lindo, Marta! Obrigada pela visita.
Beijos,
Renata