sábado, 8 de agosto de 2009

ESCREVO..., UM POEMA DE FÁTIMA FERNANDES (AMITA)


Escrevo...

O teu nome de sombra num leito de chocolate

no envolvente degrau da espaçada memória.



Escrevo...

Omitindo a ténue licença do sol

despontado pela linha das flores,

na caixa em eterna viagem.



E, da vida,

teço outonais ramas de palavras

de infinitude suspensa.



Escrevo..

A inefável nudez da hora.



(Livro "II Antologia de Poetas Lusófonos)

("Au Bord du Ruisseau" de William Bouguerau)


2 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Marta, querida, o poema que vc escolheu é simplesmente lindo! Também gostei da escolha de Bouguereau.Aliás, eu ia mandar-lhe um mail, falando deste artista e de de Waterhouse, que são os meus preferidos.
Gostei muito da edição.
Beijos, e o meu carinho,
Renata

Elcio disse...

Bom ter mais um lugar onde beber poesia.

É isso aí.
Bjs