quarta-feira, 19 de agosto de 2009

ATALAIA, POEMA DE DANIEL COSTA


ATALAIA
Daniel Costa

Não sou voyaer
Não resisto de mansinho
Apreciar uma linda mulher
Naquela praia de brancas areias
Ali à beirinha do mar
Passava uma mulher bela
Não resisti
Fixei o olhar nela
A meus olhos
Que mulher bela!
Naquela praia
Elegante bonita singela
De atalaia, via-a como sereia
Oh que mulher bela!
Calma serena
Sonhava com a visão
Visão terrena
A mulher absorta passeava
Como numa verbena
O cheiro a maresia, um gosto
Na minha atalaia
Esquecia, passava a mulher
A mulher, tal faia
A despertar dalgum torpor
A mulher elegante bela
Será isto platonismo
Ternura ou platónico amor?

http://danielmilagredanieldaniel.blogspot.com

Desliguem o som e assistam ao vídeo, é muito bonito




10 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Daniel, nem sei como lhe agradecer, por mais este poema que foi, realmente, feito para mim.
Muito obrigada e muitos beijos,
Renata

Marta disse...

Uma mistura de tudo...
Sonho, desejo, paixão...
Parabéns ao Daniel...
Lindo..
Beijos e abraços
Marta

Vivian disse...

...o que é belo na plenitude,
merece poesia por inteiro.

você ofereceu a inspiração,
e o poeta desmanchou-se
em palavras saidas do coração.

que lindos!

beijos ternos!

Daniel Costa disse...

Renata

Saíu assim, não gostaria que estivesse menos bom.
Obrigado a ambas as que comentaram.
Beijos,
Daniel

Luciana disse...

Parabéns ao Daniel pelo belo poema.
Bjs

Cadinho RoCo disse...

A imagem de uma mulher bonita rumo ao mar é mesmo de tirar o fôlego.
Cadinho RoCo

Vieira Calado disse...

... e certamente muito trabalho lhe deu a tradução...

Obrigado.


Beijinhosss

Everson Russo disse...

Olha, tem poesias que comentar é pouco, a gente tem que se colocar de pé e aplaudir, aplaudir a musa que inspirou o poeta, aplaudir a sereia que rompeu as ondas do mar pra exibir e permitir ao sol toda sua beleza, aplaudir a alma, a essencia do poeta que traduziu a imagem em versos de amor, de paz e de carinho, parabens a voce pela inspiração, pela alma jogada ao vento e captada pelo poeta, e parabens ao poeta pelo imenso coração e traduçao de tanta beleza e harmonia...beijos minha linda, voce é merecedora de toda essa poesia...

Everson Russo disse...

Falei do poema, agora falo da imagem, talvez ao escrever lá no Livro o "porque o horizonte toca o mar", eu ainda não tinha resposta, vendo essa belissima imagem, de uma deusa da beleza rompendo o mar em harmonia, encontrei a resposta...veja ao fundo o horizonte, dai vem o mar e dele surge a musa, o horizonte simplesmente não resistiu e imortalizou esse momento num beijo....beijos pra ti e um lindo dia....

Zé Carlos disse...

Nossa Renatinha, mas vc está maravilhosa neste post. Inspirado Daniel, na foto e nas palavras... mas você não merece menos do que isso como ele disse.
Muito obrigado pelo convite, pois senão eu iria perder uma visão dos céus...
Beijão do teu amigo ZC