sábado, 11 de julho de 2009

SER POETA, UM POEMA DE FRANKELIM GOMES AMARAL



Ser poeta

é expor

Com a caneta

A sua Dor.

Ser amante.

Dor presente.

Viajar na onda do mundo,

Vadio, cigano, vagabundo.

Ter dentro de si o sentido da razão,

Ficar, morrer, mergulhar na paixão.

Ter a queima duma fogueira

Ser sonhador de alma inteira.

Ter no corpo sofrimento,

Da saudade conhecimento.

(Livro "II Antologia de Poetas Lusófonos)

(Imagem: Autor desconhecido)

2 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo, Marta, ótima escolha.
Beijos,
Renata

Luciana disse...

Parabéns para Marta.
Bjs