sexta-feira, 31 de julho de 2009

DISTÂNCIA ... - (Maria Emilia Venda) - Poetisa Portuguesa

Há certas horas do dia
que gosto de me evadir
que gosto de ficar só
ficar no meio do silêncio
ficar ouvindo o silêncio
para sentir meu sentir.
Em certas horas do dia
preciso de ficar só
p"ra comigo me encontrar
consultar a consciência
preparar o coração
para meu Deus escutar.
Em certas horas do dia
o silêncio é precioso
convida à meditação
vejo então com clareza
como é grande a distância
entre mim e a perfeição.
Na quietude dos sentidos
em que a paz desce à minha alma
prometo só fazer bem
mas por muito que me esforce
vejo a Terra Prometida
ficar sempre mais ALÉM...




3 comentários:

If Only disse...

Bela postagem amiga.
Bjs

Daniel Costa disse...

Tive uma avó, por afinidade, com o nome igualzissimo, ao da poetiza, Maria Emilia Venda.
Adorei o poema e quando a via, apeteceria mesmo de ficar mais além.
Daniel

Andresa disse...

Lindos poemas,,,, blog cheio de cores e flores

amei parabens..

Andresa Araujo