sexta-feira, 26 de junho de 2009

SER MÃE, POEMA DE HENRIQUE MAXIMINIANO COELHO NETO

Mother, Mary Cassat

HENRIQUE MAXIMINIANO COELHO NETO (1864-1934)

SER MÃE


Ser mãe é desdobrar fibra por fibra
O coração! Ser mãe é ter no alheio
Lábio, que suga o pedestal do seio,
Onde a vida onde o amor cantando vibra.

Ser mãe é ser um anjo que se libra,
Sobre um berço dormindo! é ser anseio,
É ser temeridade, é ser receio,
É ser força que os males equilibra!

Todo o bem que mãe goza é bem do filho,
Espelho em que se mira afortunada,
Luz que lhe põe nos olhos novo brilho!

Ser mãe é andar chorando num sorriso!
Ser mãe é ter um mundo e não ter nada!
Ser mãe é padecer num paraíso!

3 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Publiquei este poema pois é sempre bom relembrar ou dar a conhecer poetas que foram muito importantes em sua época.
Renata Cordeiro

MARIA disse...

Nossa eu estudei este poeta na escola! Você desencava coisas tão belas, Renata
Agora é tchau mesmo.
Maria

CINDERELA disse...

Jamais ouvi falar desse poeta, mas o soneto é muito bonito.
Agora preciso ir.
Bomdia,
Cindi